Avançar para o conteúdo principal

A Estrutura da Realidade (1)


  • Cada pessoa crê no que quer que lhe faça sentido, ou verifica-se algo a que devemos chamar “realidade”?
  • No segundo caso, dispomos apenas de uma sua conceção, ou são possíveis mais do que uma – neste caso, quais são as alternativas?
  • Como se escolhe entre as conceções da realidade?
  • Que conceção geral devemos então assumir (ou que hierarquia entre conceções diversas mas não mutuamente exclusivas)?
  • Enfim, em particular, qual é a conceção apropriada do ser humano nesse quadro geral?
A cada uma dessas 5 perguntas ensaio o argumento de uma resposta respetivamente nas 5 partes de um conjunto que me parece ficar bem intitulado pela expressão "A estrutura da realidade".

O cap. 1 - com uma resposta à 1ª pergunta - foi publicado aqui em 2011.
Resumo: "Neste texto reconhece-se o problema do estabelecimento do que há a partir de um choque entre dois mundos culturais. Nessa base, distinguem-se planos em que o problema se coloca, sugere-se uma sua hierarquização, e apontam-se duas estratégias resolutivas complementares (não concorrentes) para o seu equacionamento e resolução radical."

A resposta aí ensaiada à respetiva pergunta é afirmativa. O que abre a 2ª pergunta, cuja resposta foi ensaiada num texto publicado ao mesmo tempo daquele, admitindo 2 grandes formas de conceção daquilo que há. O que por sua vez requer alguma resposta funcional à 3ª pergunta - de onde porém me afastei depois daquele ano, não sei se mais por ter demasiadas outras ocupações... se mais por ter ficado engatado na dificuldade dela.
Em todo o caso, nos próximos meses espero que seja publicado o ensaio de uma respostazinha a essa 3ª pergunta, resposta que espero não seja inconsequente de todo. Acompanhada da 2ª edição revista do cap. 2, o qual foi ajustado de modo precisamente a facultar aquele outro cap. 3 de A Estrutura da Realidade.

Comentários